segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Qual a origem e o significado do incenso?

A palavra incenso vem do latim incendere, acender, e designa a resina aromática obtida de uma árvore oriunda do oriente próximo: a Boswellia sacra. Seu uso no culto divino remonta aos tempos de Moisés, que recebeu do próprio Deus a receita para a sua elaboração (cf. Ex 30, 34-36). No Templo de Jerusalém os lampadários acesos e a coluna constante de incenso significavam a presença de Deus. A coluna recordava aquela que guiou o povo na saída do Egito, constituída de nuvens durante o dia e de fogo à noite.
As três propriedades do incenso têm simbolismos distintos. Ao queimar ele simboliza o zelo que deve consumir os fiéis durante o culto. O seu perfume representa o aroma da virtude e da graça da qual Cristo está pleno. E a fumaça é associada à oração, como se lê nas Escrituras: “Que minha oração suba à tua presença como incenso” (Sl 140, 2).

As formas e tamanhos do incensário, ou turíbulo (do grego tus – incenso) variam muito, mas, sem dúvida, o maior do mundo se encontra em Santiago de Compostela e é utilizado na Missa do peregrino. Chamado de Botafumeiro, pesa 53 quilos e mede 1,5 metro. Uma roldana o segura no alto da abóbada da catedral permitindo que, com ajuda de uma longa corda, seus movimentos alcancem quase toda a largura do transepto. Oito homens, os tiraboleiros, são necessários para pô-lo em funcionamento.
Revista Arautos do Evangelho - set 2016

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

O prêmio da inocência

Quando o dia declinava em Jerusalém, Susana voltava do campo, seguida fielmente pelo rebanho de seu pai, Simeão. Ao alcançar o aprisco, as primeiras estrelas já apareciam cintilando no firmamento. Deixando as ovelhas seguras, sentou-se um pouco ao relento, a fim de contemplar os astros. Chegara o melhor momento do dia!
Gostava de imaginar que as estrelas fossem pequenos diamantes, como os que vira certa vez coruscar nas suntuosas vestes do sumo sacerdote. E pensava maravilhada: "Como Deus é perfeito! Até o céu Ele quis enfeitar. Quando o azul celeste se obscurece, a ponto de se tornar quase negro, Ele o enche de diamantes...".
Quanto desejava contemplar de perto ao menos uma estrela! E seguia excogitando como Deus, o Todo-Poderoso, devia ser luminoso... Certamente muito mais que as estrelas! Mas estas serviam para, pelo menos, dar uma ideia de sua grandeza.
Naquela noite, porém, ela notou que os astros brilhavam com uma força como jamais vira. Seu fulgor os tornava tão próximos, que tinha a impressão de poder tocá-los com as mãos.
- Será que subindo em um lugar alto consigo apanhar uma estrela? Como gostaria de ter uma... - dizia de si para consigo.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Festa de Natal 2016

A festa de Natal nos traz ao espírito a imagem do Divino Menino Jesus reclinado na manjedoura de Belém e ao Seu lado Nossa Senhora e São José em atitude de adoração. Em seguida, traz à nossa lembrança os Anjos do Céu cantando hinos de glória a Deus Nosso Senhor e uma promessa aos homens: “Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens de boa vontade!” Dentro de alguns dias, quando chegar o Santo Natal, haverá mais uma vez a alegria santa sobre a terra.

O setor feminino dos Arautos do Evangelho antecipou esta alegria natalina, reunindo, no dia 11 de dezembro, amigos e familiares das jovens que frequentam nosso centro de formação para uma comemoração, na qual as jovens apresentaram um concerto musical intercalado com uma pequena representação teatral. 

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Atividades e Presépio

No intuito de ajudar as jovens do Projeto Futuro e Vida a crescer na capacidade de escolha, aumentar a sua autoconfiança e sua criatividade, o setor feminino dos Arautos do Evangelho desenvolve num ambiente sadio cursos de culinária, pintura e instrumentos musicais.


Neste período natalino, preparando os corações para o Santo Natal do Redentor, as alunas do Colégio Arautos ajudaram na confecção do belo presépio que foi abençoado pelo Pe Antônio Carlos Coluço, EP.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

A manifestação da glória de Deus

Quantas vezes nossos corações se comoveram ao contemplar um céu noturno repleto de estrelas ou a grandeza do mar, ou ainda um delicado e veloz beija-flor cortejando as flores? Ensina o Catecismo da Igreja Católica que “a beleza da criação reflete a infinita beleza do Criador, pois Deus criou o mundo para manifestar e para comunicar a sua glória (CIC 2500).
Entretanto, Deus quis que o homem tivesse um papel ativo em relação à sua obra e confiou-lhe a tarefa de completá-la, iluminando-o para tornar o mundo mais gracioso.
O que dizer de uma catedral onde o esplendor policromático de seus vitrais, que filtram a luz solar, conferem ao ambiente o aspecto de ter sido edificada em pedras preciosas?

E como são elaborados os vitrais que abrilhantam os ambientes?

O setor feminino dos Arautos do Evangelho de Joinville visitou a fábrica onde são confeccionados os vitrais utilizados para adornar nossas construções para maior glória de Deus. 
e


terça-feira, 22 de novembro de 2016

Consagração a Nossa Senhora

Dois novos grupos de jovens se consagraram como escravos de amor a Nossa Senhora, segundo o método do grande santo Mariano, São Luís Maria Grignion de Montfort. Essa forma especial de consagração a Nossa Senhora é um vínculo de dependência que elas aceitaram em relação a Ela, porque elas A amam. Ou seja, elas A querem tanto, têm n'Ela uma tal confiança, que querem fazer tudo quanto Ela quer, como um escravo anseia por fazer tudo o que seu senhor deseja. É uma dependência, que não é imposta pela força, mas sim pelo amor.

Clique na imagem abaixo para ver mais fotos.


quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Dia da família



Nos primeiros domingos de cada mês, o setor feminino dos Arautos do Evangelho em Joinville promove um almoço com todas as famílias das participantes do Projeto Futuro e Vida e Colégio Arautos. Em seguida, animados jogos entre pais e filhos e uma encenação teatral feita pelas próprias jovens alegram o convívio. A Celebração Eucarística é o ponto auge dessa programação especial para os pais.